62º Dia - Sexta, 20/3/2009

Oitavo e último dia de aula do bimestre na UCF. Fiquei preocupado com as provas, mas foi tudo bem fácil. Era só responder as questões pra passar.

Ficamos sabendo que a Hebe Camargo estaria no Epcot hoje comemorando o aniversário de 80 anos dela, e fomos pra lá! Pegamos até pin de celebration pra dizer que estávamos comemorando o aniversário dela!

O parque está todo florido agora, pra comemorar a primavera, inclusive com vários personagens Disney esculpidos em flores. É o Epcot International Flower & Garden Festival. A programação tem até shows de cantores dos anos 60, o Flower Power Concert Series, no America Gardens Theatre. O show de hoje seria do cantor Davy Jones (que nos anos 60 foi um dos Monkees!) e fomos lá pra ver, depois de tomar sorvete.

Está velhinho o cara, mas cheio de energia. A música mais famosa dele é "Daydream Believer" (um dos temas do "Shrek"), mas ele cantou outras bem bonitas também. O engraçado é que o nome dele é o mesmo do vilão com cara de polvo do "Piratas do Caribe: O Baú da Morte", e eu estava achando que fosse ser uma apresentação desse personagem (afinal, estamos na Disney), porque eu até conhecia os Monkees, mas não sabia os nomes dos integrantes da banda!

Depois do show, fomos ao Gran Fiesta Tour Starring The Three Caballeros (a ride onde o Zé Carioca aparece, no pavilion do México), ao Spaceship Earth, ao The Seas with Nemo & Friends e, finalmente, fomos procurar pela Hebe, que, pelo que haviam dito, estaria vendo o Illuminations no pavilion da França.

Ela não estava lá, mas descobrimos que estava no pavilion dos Estados Unidos. Corremos pelo parque pra chegar lá! A maioria de nós nem era fã da Hebe, na verdade, mas, mesmo assim, foi emocionante encontrar uma celebridade brasileira na Disney! E ela foi muito simpática. Achamos que não conseguiríamos mais tirar fotos com ela, porque ela já estava numa área fechada, mas, quando o show de fogos terminou e ela saiu, todos pudemos tirar fotos não só com ela, mas também com o César Filho e o Celso Portiolli, que estavam junto! Todos eles foram muito legais com a gente, até se despedirem pra entrar num restaurante.

Só faltou tirar foto com o Otávio Mesquita (que eu nem vi) e o Sérgio Brito (um cantor dos anos 80 que eu devo ter sido o único que reconheceu)...

Na volta, todo mundo queria todas as fotos, e até fizeram lista de email pra compartilhar!

Por último, tentamos ir a um restaurante all you can eat chamado Golden Corral, ou ao Cici's Pizza, mas já estava tudo fechado. Então, acabamos nos dividindo. Uma parte de nós foi comer no Wendy's (que é aberto até de madrugada) e outra foi pedir pizza pra comer num apartamento.

Descobri o menu value do Wendy's, muito bom, com comida por apenas 99 cents! Comi batatas fritas e um sanduíche chamado double stack, e paguei menos de três dólares.

 

61º Dia - Quinta, 19/3/2009

Fui escalado pra trabalhar mais de onze horas neste dia. Durante o break, fui novamente ao Great Movie Ride.

Na saída tentei ir ao Toy Story Midway Mania, mas sempre tem muita fila pra essa attraction, então preferi ver o Fantasmic! pela terceira vez. Depois encontrei no bus stop bastante gente do ABC Commissary que havia ficado pra fechar o restaurante.

Uma das minhas colegas estava com uniforme do Fantasmic!, e descobri que ela estava fazendo horas extras lá, vendendo hot dogs. Seria legal fazer isso também! Ganhar dinheiro enquanto assisto o show...

60º Dia - Quarta, 18/3/2009

Passei a manhã no notebook, desperdiçando meu day-off.

Às 15h, o único horário disponível, peguei o ônibus pro banco, peguei finalmente meu cartão e entreguei pra eles meu social security number, que tinha chegado recentemente e o banco já estava pedindo. Peguei também vários pirulitos gratuitos, e aproveitei pra já ativar meu cartão pelo telefone de lá, mesmo.

Foi sorte eu tentar pegar dinheiro no caixa eletrônico de lá, porque descobri que o pin number que haviam me enviado não estava mais valendo! Voltei ao balcão e ativei um novo pin number. Preferi pegar dinheiro com a moça do caixa, pra ter mais uma oportunidade de ver aquele caixa futurista funcionando.

Por fim, testei meu novo pin number no caixa eletrônico pra pegar meu saldo, e aí fui pro Walmart pela sétima vez. Comprei bastante Banquet e, desta vez, um pacote de 50 DVDs virgens (blank DVDs).

O outro motivo de eu ter pego day-off foi pra ir à African Party que haveria no Patterson, com comida de graça, e foi pra lá que eu fui.

Desta vez a comida na festa era contada... A cada vez que alguém ia pegar, eles carimbavam um Mickey no pulso da pessoa! Nem liguei. Apaguei o carimbo e repeti duas vezes! Mas eles não estavam ligando pra isso, também. Mesmo sem apagar o carimbo todo mundo que queria repetir estava repetindo.

Era um prato com frango, feijão, uns molhos estranhos e, de sobremesa, morangos com chantily. Teria sido mais gostoso se fosse pizza party, mesmo, como já faz tempo que não fazem, mas foi bom pra variar.

Depois da festa, eu e alguns amigos fomos conhecer o apartamento das duas brasileiras que haviam se mudado do Vista Way pra lá. A cama de uma delas é estilo safari, porque ela trabalha no Animal Kingdom, e a da outra é toda romântica, com um travesseiro que parece uma carta de amor. Achei tão lindinho!

Comemos pipoca e ficamos conversando por bastante tempo no sofá da sala. Meu day-off começou chato, mas acabou sendo legal.

59º Dia - Terça, 17/3/2009

Completei dois meses de programa! Está passando rápido demais!

Me atrasei de bobeira pro trabalho porque confundi o horário quando coloquei o alarme no dia anterior. Passei primeiro na Costuming pra trocar minha sacola de roupas sujas, que estava molhada, e algumas roupas.

Eu nem sabia, mas neste dia ocorre a comemoração do Saint Patrick's Day! Percebi quando cheguei no parque e vi um monte de gente vestida de verde, com trevos de quatro folhas e frases como "I'm lucky to be irish" nas camisetas... É uma espécie de dia do orgulho irlandês na América. Eu já tinha ouvido falar nisso em filmes... No ABC Commissary comentei sobre a data, e me disseram que era só uma desculpa pra fazer festa e beber cerveja!

Durante o break, fui tirar fotos das pessoas vestidas de verde.

Pedi pro manager me dar um day-off pra eu ir ao banco no dia seguinte. Ele deu depois que eu consegui uma pessoa pra ficar no meu lugar.

58º Dia - Segunda, 16/3/2009

Fui conhecer o Kennedy Space Center! A Disney organizou uma excursão, com ônibus especiais saindo do Vista Way Pavilion. Paguei 45 dólares pra ir, com direito a refeição lá dentro. Encontrei apenas um amigo brasileiro na excursão, e fiquei andando com ele. Não tinha guia pra mostrar as coisas, portanto fomos nos guiando pelo mapa do complexo.

A primeira coisa que vimos foi um filme 3D sobre a construção de uma estação espacial, "Space Station 3D", narrado pelo Tom Cruise, num telão Imax. Depois fomos tirar fotos dos foguetes no Rocket Garden e de dois museus, o Early Space Exploration (com vários artefatos especiais de verdade expostos) e o Nature & Technology (sobre o trabalho de preservação ecológica feito pela NASA).

Fomos almoçar no Countdown Café. Dividimos um refill de refrigerante, e eu comi um sanduíche que tem o meu nome (não exatamente, na verdade, pois o nome do sanduíche é Reuben, e não Rubens).

O mais interessante de tudo foi a Shuttle Launch Experience, uma simulação de vôo espacial. Só que nem era tão emocionante quanto parecia ser... Na entrada diziam pra guardar num locker qualquer objeto solto, pra não correr o risco dos objetos voarem, mas não voava coisa nenhuma! Ainda bem que não gastei meu dinheiro no locker. Escondi minha câmera no bolso.

Tudo no Kennedy Space Center lembra a Disney. É uma espécie de parque temático, mesmo, com lojas vendendo souvenirs na saída de cada attraction. Tem até pins da NASA, e bonecas com roupa de astronauta!

Outra attraction interessante foi o Shuttle Explorer, onde pudemos entrar num foguete de verdade. Pena que não tinha muita coisa pra ver lá dentro!

Depois disso fomos pro Astronaut Memorial, o lugar mais bonito de lá, com um monumento aos astronautas mortos e um lago cheio de tartarugas. Fiquei frustrado porque minha câmera ficou sem bateria bem na hora em que eu ia tirar foto das tartarugas!

Num lugar chamado Exploration in the New Millenium, pegamos um passaporte que podíamos carimbar a cada setor que visitávamos... Lua, Marte... Pena que a tinta da maioria dos carimbos estava acabando! O da Lua era o que estava melhor.

Fomos ver o outro filme 3D disponível no telão Imax, o "Magnificent Desolation - Walking on the Moon", narrado pelo Tom Hanks. Foi mais interessante do que o primeiro. Me senti como se estivesse andando na lua com os astronautas da Apollo. Mas confesso que cochilei um pouco. Deveria mesmo ter dormido mais cedo no dia anterior.

Passamos rápido pelo Robot Scouts (outro museu, um pouco mais infantil) e pelo Center for Space Education, e até nos disseram que, como alunos da UCF, poderíamos ter aulas lá... Só não dissemos que não somos alunos de verdade da UCF! Estamos apenas num intercâmbio cujo objetivo principal nem é a faculdade, e sim a Disney...

Aí, fomos ver se daria pra pegar o ônibus pro Hall of Fame, mas disseram que pra lá só dá pra ir de carro.

Já não dava mais pra ver algumas attractions, como o Mad Mission to Mars, que parecia ser um filminho 3D direcionado mais pra crianças, mas interessante... Queria ter visto. Não vimos também o astronauta aposentado que estaria dando autógrafos e tirando fotos com os visitantes no Astronaut Encounter. Muita coisa tinha horário marcado, e era meio difícil conciliar tudo.

Acabamos indo por último ao Launch Status Center, um domo dentro do qual um funcionário da Nasa dá informações sobre os lançamentos de foguetes. Ele mostrou o material de que as naves são feitas, e usou um maçarico pra vermos como esse material é ultra-resistente a calor e fica frio de novo rapidamente logo depois de ser exposto a fogo.

Eu já sabia que haviam lançado um foguete no dia anterior e meu amigo até conseguiu ver no céu, lá do lugar de onde ele trabalha. Queria ver também, e perguntei quando seria o próximo lançamento. Seria no dia seguinte, e até anotei a hora, mas quando chegou o momento nem me lembrei de ver!

Deu a hora de irmos, 16h45. Na saída, validei meu ticket pra poder voltar de graça dentro de sete dias, caso houvesse a oportunidade. Mas nem voltei... É difícil chegar lá sem carro.

Soube que poderíamos ter pego um ônibus do Kennedy Space Center pra um outro lugar, onde poderíamos ter visto de perto foguetes que seriam lançados brevemente, pelo que entendi. Que chato, queria ter visto isso também! Porque não me avisaram que havia isso quando perguntei se havia ônibus pro Hall of Fame?

No ônibus de volta pro Vista Way, fiquei conversando sobre "Watchmen", musicais e filmes dos anos 80 com meu amigo. Na ida haviam começado a passar "Encantada" nas TVs do ônibus, mas, na volta, em vez de continuarem de onde o filme havia parado, começaram de novo! Pelo menos pude ver outra vez a cena em que a protagonista canta no Central Park... Adoro essa cena! É tão linda! Chegando em casa, até baixei a cena no You Tube pra ficar vendo de novo e de novo...

Sempre que vejo "Encantada" fico todo bobo e romântico, sonhando... Pena que não tenho com quem ser romântico aqui.

57º Dia - Domingo, 15/3/2009

Durante o break no trabalho, fui pro Lights, Motors, Action! Extreme Stunt Show (uma attraction onde mostram como são feitas as cenas de perseguições de veículos nos filmes). Por ser originalmente do Walt Disney Studios Paris, o cenário dessa attraction é uma vila francesa. Durante o show, aparece até o Herbie (o carrinho do filme "Se Meu Fusca Falasse")!

Cheguei em casa tarde e resolvi não ir à House of Blues pra descansar, mas acabei ficando acordado até de madrugada do mesmo jeito, no notebook...

56º Dia - Sábado, 14/3/2009

Fui pro Blizzard Beach pela segunda vez, desta vez com meus amigos brasileiros. Foi meu melhor day-off até agora.

Fomos a todas as attractions do parque, tiramos fotos, fizemos um piquenique com algumas guloseimas que trouxemos e passamos bastante tempo brincando na praia artificial. A única coisa ruim foi que bati a perna direita no chão da praia, que é áspero, e não parou mais de sangrar!

Compramos um balde de sorvete enorme, muito bom! Encontramos uma outra brasileira lá, com duas mexicanas. Depois, pegamos nossas coisas nos dois lockers que alugamos e fomos embora. Um dos caras foi trabalhar, e fui com os outros pra jacuzzi do Vista Way (também conhecida como hot tub), mas antes passamos no mercado do Wendy's. Eu aproveitei pra comprar um band-aid (aliás, sheer bandages, a marca mais barata que achei), pra não sujar minha bermuda de sangue.

Experimentei batata Lay's sabor vinagre e Fanta sabor abacaxi... A melhor Fanta que já tomei!

A hot tub é realmente quente. Não dá pra ficar mais de 15 minutos lá dentro. Saímos, esperamos um tempo, voltamos, e aí fomos embora.

Fiquei um pouco em casa e fui novamente me encontrar com o pessoal, na casa das garotas. Cantamos algumas músicas brasileiras, e ficamos imaginando como poderia ser o pavilion brasileiro no Epcot, já que está correndo o boato de que existe um projeto...

55º Dia - Sexta, 13/3/2009

Sétimo dia de aula na UCF. Queria ter ido pra algum parque depois, mas todo mundo estava ocupado e acabei ficando em casa no notebook. Também não deu pra ir ao banco porque, como na segunda, o banco fecha muito cedo na sexta. Está difícil mesmo ir a esse banco.

Encontrei meu amigo do trabalho no MSN. Ele pegou alguns days-off e está viajando.

À noite, fui conhecer o Camila's com meus amigos brasileiros (desta vez chamei meu roommate italiano pra ir junto). A gente sempre vai ao Vittorio's, e eu ainda não tinha ido a esse outro restaurante brasileiro. Já estava cansado de ir sempre ao Vittorio's. Dizem que a comida do Vittorio's é melhor, mas não notei diferença.

Além disso, o Camila's tem música ao vivo... E pela primeira vez vi na TV a novela "Caminhos do Coração", que estreou no Brasil um dia depois de chegarmos aqui! Quando vamos pro Vittorio's sempre acabamos indo tarde, e sempre está passando "A Casa das Sete Mulheres"!

Outra vantagem do Camila's é que, ao lado do restaurante, tem um mercado brasileiro também. Todo mundo foi lá pra comprar comida brasileira, e até biscoitos. Eu acho isso bobagem. Pagar preço de produto importado aqui por coisas que a gente está cansado de ver no Brasil?

Por que ter tanta saudade de tudo que vem do Brasil, se daqui a pouco estaremos voltando pra lá? Por que não se preocupam mais em aproveitar o que a América tem de interessante, enquanto estamos aqui?

Quando estava no Brasil eu morria de vontade de comer doces e salgados importados daqui... Cookies, springles... Não comia porque era muito caro. Agora que estou aqui, imagine se eu iria preferir pagar mais caro pra comer biscoitos brasileiros! Claro que não!

54º Dia - Quinta, 12/3/2009

Peguei day-off só pra ir ao Magic Kingdom outra vez com um pessoal que estava indo (incluindo um chinês)!

Antes de ir, tive que ajudar a limpar o apartamento, pois teríamos clean inspection. Terminamos bem a tempo. Desta vez pude presenciar a tal clean inspection... É bem rápida e superficial. Só disseram que faltou limpar o espelho e a pia, e passamos.

No Magic Kingdom, começamos pela Space Mountain, que disseram que logo entraria em manutenção durante algumas semanas, e depois pegamos fastpass pro Buzz Lightyear's Space Ranger Spin (uma ride com pistolas pra acertar inimigos alienígenas). Enquanto esperávamos dar a hora de usar o fastpass, fomos pra The Many Adventures of Winnie the Pooh (a ride do Ursinho Puff, no mesmo estilo da ride do Peter Pan), pra Haunted Mansion e depois pra Toontown (onde vimos só a casa da Minnie).

Ainda estava cedo, mas todos estavam achando o sol forte demais e quiseram ir embora. Antes, pelo menos, passamos na casa do Pinóquio pra ver o que seria a comemoração dos 70 anos do filme. Era só uma sessão de fotos com o character.

Fomos pro Cici's Pizza, mas eu nem estava tão animado pra um all you can eat... Achei que nem consegui comer tanto. Mas foi legal. O pessoal tem bastante afinidade comigo. Pena que a minha idéia de passar o dia todo no Magic Kingdom deu errado... Novamente não vi quase nada do parque.

Eu tinha sido convidado pra um meeting na casa de uma colega do trabalho, e fui me preparar. Levei 4 latas de refrigerante daquelas que eu tinha pego na última coffee party. Fizeram comida mexicana, e tinha sorvete Oreo pra tomar, também.

Além disso, um dos cast members que fazem o papel de Peter Pan nas parades da Disney estava lá, e ficou fazendo os gestos do personagem enquanto colocaram pra tocar a música da Celebrate a Dream Come True Parade.

Foi interessante, mas fiquei perdido tentando acompanhar a conversa das americanas. Fiquei calado quase todo o tempo.

53º Dia - Quarta, 11/3/2009

Durante o break, fui novamente ao Magic of Disney Animation, a attraction que o processo de criação das produções Disney. Já mudou o destaque. Agora não é mais "Bolt", e sim "Up", a nova animação 3D da Pixar.

Saí tarde de novo do trabalho, mas foi bom, porque deram strawberry perfait e chocolate mousse outra vez pra quem ficou pra fechar o restaurante! E desta vez não peguei só três, peguei seis!!!

52º Dia - Terça, 10/3/2009

Hoje era pra eu ter feito algo antes do trabalho, pois só entraria às 16h30, mas quem ia comigo mudou de idéia e acabei ficando no notebook até dar a hora de ir.

Todo mundo teve uma hora de break, porque um grupo de executivos havia fechado o parque e viria comer lá às oito da noite, e a gente precisava ficar esperando. Até ganhamos cookies. Geralmente saio pra passear durante o break, mas desta vez fiquei conversando com os colegas. Até que foi legal.

Na saída, ainda ganhamos chocolate mousse!!! Fomos embora às 23h30. Estava meio frio e eu vesti uma blusa estranha que tinha pego no Costuming... Muito desconfortável! Não tinha visto que era tão apertada!

51º Dia - Segunda, 9/3/2009

Como trabalhei só até as 14h30 neste dia, achei que daria pra finalmente passar no banco e pegar meu cartão, mas descobri que o banco fecha às 16h30 às segundas, e nem deu tempo de ir! Talvez se eu não tivesse perdido o ônibus das 14h47 no Hollywood Studios tivesse dado tempo.

Tentei pegar o ônibus pro banco no ponto do Chattam. É o mesmo ônibus que vai pro Walmart, e o motorista só pára no banco se alguém pedir (on-request)... Mas, em vez de apenas me avisar que o banco estaria fechado, o motorista resolveu chamar a atenção de todo mundo no ônibus pra explicar a schedule, porque achou que eu não estava entendendo! Ficou dizendo que não é obrigado a parar no banco sempre que alguém pede... Poxa, é óbvio que se o banco já estaria fechado eu não iria querer parar lá! Era só ter dito isso! Que motorista chato!

Pelo menos deu pra eu ir ao Grocery Bingo que haveria no Commons, desta vez! Por acaso encontrei duas amigas lá. Foi divertido, mas não ganhei nada! Tinha vários tipos diferentes de bingo... Em X, em T... Antes de cada rodada os organizadores avisavam que tipo estaria valendo, e, quando três ou mais pessoas ganhavam na mesma rodada, tinham que dançar. Eu preferia que não tivesse essa dança boba, pra ir logo pra próxima rodada, mas fazer o que?

50º Dia - Domingo, 8/3/2009

Em algum post anterior eu comentei que não estava ficando resfriado aqui em Orlando, mas neste dia eu fiquei. Nem tanto por causa dos sorvetes e do Splash Mountain noturno no dia anterior, mas por causa do estresse, também, eu acho... Preciso descansar.

Nem fui à House of Blues desta vez por causa disso, mas nem perdi nada, pois ouvi dizer que neste dia haveria uma apresentação especial de alguma banda e a balada não seria de graça. De qualquer maneira, decidi parar de me preocupar tanto com baladas.

49º Dia - Sábado, 7/3/2009

Um dos meus days-off mais legais até agora! Dia de ir ao Magic Kingdom com meus amigos brasileiros! Chamei meu roommate italiano pra ir também... Aliás, é sempre bom ter pelo menos um estrangeiro no grupo, porque assim a gente pratica um pouco mais o inglês. Conversando só em português a gente acaba ficando com o inglês enferrujado, mesmo estando aqui na América!

Íamos nos encontrar no bus stop, mas me atrasei três minutos e eles pegaram o ônibus sem mim. Pelo menos nessa hora meu celular serviu pra alguma coisa. Liguei pra eles e consegui saber onde estavam. A idéia era passar primeiro no Epcot Center porque um deles queria cortar o cabelo na barbearia pra cast members que existe ali, mas, chegando lá, ele descobriu que a barbearia fecha aos sábados...

Me encontrei com eles na frente do Spaceship Earth e pegamos o monorail pro Magic Kingdom. Só que uma das garotas queria passar na Disney University e, então, passamos pelo subterrâneos do parque até chegar ao bus stop dos cast members, onde pegamos o ônibus pra lá. Meu roommate italiano trabalha no Magic Kingdom e acabou guiando a gente. No fim não entendi porque ela queria ir pra Disney University, porque estava tudo fechado. Mas foi bom ficar sabendo o caminho do parque pra lá.

O pior foi que ela perdeu a ID no caminho! Por sorte alguém achou no ônibus e deixou no lost and found no próprio bus stop de lá. Então, voltamos pro Magic Kingdom.

 

Estava bem no meio de uma das lindas paradas do parque, com todas aquelas princesas nos carros alegóricos... Essas paradas sempre me fazem sonhar, mas ao mesmo tempo me deixam melancólico, porque fico achando que talvez meus sonhos nunca se realizem... Também quero meu final feliz!!!

Depois da parada o grupo se dispersou, porque dois queriam achar um lugar pra almoçar e os outros três queriam ir pra Haunted Mansion, incluindo eu. Na verdade, eu queria ir pra Splash Mountain, pra aproveitar que estava quente e não teria problema a gente ser molhar nessa attraction (já que das outras vezes eu não fui lá por causa do frio), mas queriam ver tudo na ordem... Eu sabia que não ia dar pra ver tanta coisa assim, pois já havíamos perdido muito tempo do dia, mas tudo bem, fui pra Haunted Mansion pela segunda vez! Adoro essa attraction.

Saindo de lá, voltamos pra sorveteria Ice Cream Parlor, perto da entrada do parque. Um amigo nosso que trabalha lá havia dito que estaria lá neste dia, mas não o encontramos. Tomei um sorvete de chocolate delicioso com Mickey Ears (orelhas do Mickey feitas de chocolate)!

 

Continuando o desencontro, nossos amigos que tinham ido almoçar nos ligaram dizendo que estavam saindo do Liberty Square Riverboat, um passeio de barco que dura meia hora, mas, em vez de irmos nos encontrar com eles, fomos também fazer o passeio, que durou meia hora! Achei bem bonito, mas é o tipo de passeio que eu preferiria fazer com uma namorada...

Finalmente, fomos pegar o fastpass pra Splash Mountain! Só que, como eu previa, ficou frio, e acabamos preferindo pegar pro Big Thunder, que é legal também, mas eu já conhecia. Nos reunimos os cinco novamente, e fomos procurar algo pra fazer enquanto esperávamos dar a hora de usar o fast pass.

Sugeri o Philharmagic, uma animação 4D (como são chamadas as animações que não apenas fazem uso de óculos 3D, mas também de outros recursos, como, por exemplo, bonecos interagindo com o público no cinema) estrelada pelo Mickey. Foi muito legal! O astro na verdade é o Pato Donald, que pega o chapéu de mágico do Mickey enquanto ele está se preparando pra reger uma orquestra. Sem saber usar direito o chapéu, ele passa por vários apuros, o que na verdade é uma desculpa pra aparecerem vários personagens clássicos da Disney em versão 3D, incluindo o castiçal da Fera (num número musical onde dá até pra sentir o cheiro da comida, literalmente), Ariel, Simba, Peter Pan e Alladin. Reparei que nessa animação o Donald acaba fazendo o papel que foi do Mickey em Fantasia, e o próprio Mickey é que faz o papel do feiticeiro. Pelo visto, ele já não é mais um aprendiz! Por isso gosto mais do Donald... O Mickey ficou muito sério e responsável!

Depois do Philharmagic, em vez de irmos direto pro Big Thunder fomos pro Peter Pan's Flight. Aí ficou tarde pra usar o fastpass e ainda ver o Wishes... Uma das garotas quis entrar numa loja da Tomorrowland pra fazer compras e ficou mais tarde ainda. Acabamos indo ver o Wishes sem ela, mas ela viu também, de outro ponto do parque. Desta vez pude ver a Sininho bem de perto, pois ficamos bem embaixo do fio por onde ela passa! O Wishes é sempre tão lindo... Eu adoraria trabalhar no Magic Kingdom pra poder ver sempre!

Nos reunimos os cinco mais uma vez, e fomos tentar ir ao Big Thunder mesmo sem fastpasses. Conseguimos! Nem estavam olhando muito quem estava realmente com fastpass ou não... E depois ainda fomos ao Splash Mountain, também, mesmo estando frio! Só uma das garotas não quis ir, e ficou esperando do lado de fora. O Splash Mountain é bem divertido... É inspirado no filme "A Canção do Sul", que ganhou o Oscar de melhor canção por "Zip-a-Dee-Doo-Dah". Eu adoro essa música, e fiquei cantando direto! Fiquei todo animado! Lembro bem dos personagens, que apareciam em histórias em quadrinhos que eu lia sempre no Almanaque Disney (não eram minhas histórias favoritas da Disney, mas eu lia)! Fiquei sabendo que o nome original do coelho Quincas é Br'er Rabbit, e os inimigos dele se chamam Br'er Fox e Br'er Bear... Estranho, no original todos têm o mesmo nome! O início da ride é bem tranqüilo, com bonecos representando as histórias dos personagens, mas o tempo todo a gente fica meio tenso porque sabe que vai terminar numa queda por uma cachoeira artificial, que vai molhar todo mundo! Nem me molhei tanto assim, mas os dois que sentaram na frente no barquinho se molharam bastante!

Por último, fomos novamente pra Ice Cream Parlor, e descobrimos que nosso amigo neste dia estava trabalhando na Bakery, que é ao lado. Ela tinha prometido que, se fôssemos lá pra vê-lo e comprássemos um ice cream sandwich, ele colocaria o dobro da quantidade normal de sorvete pra gente, e foi o que fizemos! Todo mundo ficou olhando a gente tomar aquele sorvete enorme! Foi nosso magical moment do dia! Adorei!!!

 

48º Dia - Sexta, 6/3/2009

Sexto dia de aula na UCF. Combinei de ir com alguns amigos ao cinema do Downtown Disney pra ver a estréia de "Watchmen" e mais o ganhador do Oscar "Slumdog Millionaire". Na verdade, eu queria ir ao Magic Kingdom, como haviam comentado de ir, e, além disso, estava preferindo ver "Watchmen" no telão do Imax que eu sei que existe aqui na Flórida, mas aceitei ir ao Downtown Disney por causa da companhia...

Só que, no caminho pra lá, encontrei outro grupo que estava indo ao Cirque du Soleil, e fiquei pensando... Provavelmente seria a última oportunidade de ir ao Cirque du Soleil com um grupo animado! Se eu não fosse neste dia, acabaria tendo que ir sozinho depois! Lembrei, também, que se eu fosse ao cinema não daria pra voltar pro Vista Way a tempo de ir à beach party que haveria... Acabei decidindo ir ao Cirque du Soleil com aquele grupo em vez de ir ao cinema.

O Cirque du Soleil foi maravilhoso... Uma versão modernosa dos circos tradicionais, com palhaços, equilibristas e tudo mais, só que numa roupagem que lembra teatro experimental. O espetáculo que vi se chama La Nouba, que quer dizer algo como "viver a vida", em francês. A figura central é uma faxineira que fica espantada com tudo que acontece ao seu redor e termina beijando um sapo que se transforma num príncipe. (Muito Disney! E o pior é que eu sempre me identifico com essas personagens sonhadoras!)

 

Tiramos várias fotos, e depois o grupo acabou se dispersando. Fui pela primeira vez a um McDonald's americano, o do Downtown Disney, mas fiquei até decepcionado, pois é igual aos McDonald's brasileiros, e o preço nem ao menos é mais baixo. A única diferença é que a bebida tem refill, mas isso nem é tão bom, pois as bebidas deles acabam me enjoando quando eu bebo muito! Peguei um ponche azul e uma limonada rosa, e ainda levei um pouco pra casa pra deixar na geladeira.

Queria chegar cedo à festa do Vista Way desta vez, pra corrigir os erros táticos que cometi nas festas anteriores, mas, com tudo isso, acabei chegando tarde de novo. Nem fez diferença, entretanto. Deu pra ver que se eu tivesse chegado cedo teria dado na mesma. Eu não tinha perdido nada. A festa estava igual ao Carnavista... As mesmas pessoas, a mesma atmosfera... Percebi que todas as festas do Vista Way são iguais. A única diferença ali era o fato das pessoas estarem usando roupa estilo praia, a grande maioria de bermuda, e uns poucos usando óculos de sol e protetor solar pra fazer graça.

Foi nessa hora que me veio um pensamento... O que eu estava fazendo ali? Pra que eu estava perdendo tempo indo a essas festas? Eu não me divirto, não me sinto integrado, me sinto idiota tentando agir como os outros... Pra que ficar me torturando dessa maneira? Eu não posso passar meus seis meses de Disney sofrendo! Por que eu não tento me divertir sendo fiel à minha própria personalidade?

Valeu a pena ter ido ao Cirque du Soleil, sim, mas, enquanto estava na festa, fiquei só pensando em como estaria sendo muito mais legal se eu estivesse no cinema com aqueles meus amigos... Lembrei também que não sou o único aqui que não gosta dessas festas, e que algumas pessoas até associam o fato de alguém gostar disso a imaturidade...

Resolvi ir embora da beach party. Só que aí o meu roommate italiano decidiu me incentivar a voltar pra festa, e quis até ir comigo! Voltei, então, com ele. Pelo menos eu não estava mais sentindo aquela pressão de me divertir...

Passou algum tempo e cansei de ser ignorado. Chato, muito chato sentir que ninguém nota minha presença. Sou tímido e baixinho, mas quem disse que não posso fazer loucuras também pra chamar atenção e parecer mais alto? Subi na mesa! Claro que não fui lá essas coisas dançando, mas estava mais divertido lá em cima do que no chão, e talvez isso tenha servido até pra mudar um pouco minha imagem de tímido... Depois que desci, uma garota estava comentando que não sabe dançar como as outras, eu disse que também não sei dançar e, aí, ela disse: "Mas você subiu no palco!"

Essa parte nem foi difícil. Uma colombiana que também estava lá em cima até me ensinou a dançar um pouco... Deve ter visto que eu estava meio perdido! Mas foi só isso. E, claro, não poderia faltar a security logo chegando pra acabar com a festa... Meu roommate ainda me incentivou a ir com ele pra outra festa, e eu fui, mas a outra não estava interessante. Eram só alguns latinos ouvindo músicas latinas... Aí sim fui pra casa pra dormir.

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]